Translate

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Igreja de São Martinho. São Martinho da Serra.RS.2012


Tramanda. Tramandaí.RS.2013


Maria renegada IPA. Santa Maria.RS.2014


Maria Santa Regenada. Bra
valor: R$ 15, 00 (600 ml).
1.aparência:
- rotulo: auto contraste em preto e vermelho.
-recipiente: garrafa padrão 600 ml.
-liquido: dourado médio, com espuma excessivamente abundante.

2.Aroma: bem lúpulado.

3.sabor: uma cerveja bastante forte, com amargor acentuado.

4. sensação: boa para os apreciadores de cerejas fortes, e atrai por ser artesanal e possuir um nome inusitado.

5. ponto forte: o nome.

6.custo beneficio: médio.

Análise Tática: mais um exemplar de uma cerveja legitimamente Santamariense, com apresentação moderna, e gosto forte.

Budas. Templo Budista. Foz do Iguaçu.PR.2013


O TEMPLO BUDISTA DE FOZ DO IGUAÇU
retirado do blog do autor Leonardo Lima

Quem conhece Foz do Iguaçu sabe que é uma das cidades mais cosmopolitas do Brasil. São muitas etnias e culturas espalhadas pela cidade. A diversidade religiosa também é grande, dentre elas está o Budismo, que conta com um templo muito legal na cidade.

Eu não sou budista, mas particularmente acho o Budismo muito legal, pelos costumes, esculturas e significados. Como ainda não tenho condições de ir a um país budista e conhecer de perto, aproveitei que estava em Foz do Iguaçu para conhecer o Templo Budista que existe lá, o segundo maior da América Latina e um dos mais visitados no Brasil. Detalhe, a entrada é gratuita.

fonte:http://tolongedecasa.com/2014/09/25/o-templo-budista-de-foz-do-iguacu/

O Famigerado "Boi de Botas"- Memorial Mallet. Santa Maria.RS.2014


quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Imagem. Praia do Espelho. Porto seguro.BA.2013


Como foi difícil tirar essa foto. Fila de turistas mal educados disputando espaço.

Rivera. Uruguay.2009


Foz do Iguaçu.PR.2013


Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Cataratas do Iguaçu
Localização das Cataratas do Iguaçu na América do Sul
Coordenadas 25° 41' 43" S 54° 26' 12" O
Cataratas do Iguaçu (em espanhol: Cataratas del Iguazú) é um conjunto de cerca de 275 quedas de água no Rio Iguaçu (na Bacia hidrográfica do rio Paraná), localizada entre o Parque Nacional do Iguaçu, Paraná, no Brasil 20%, e o Parque Nacional Iguazú em Misiones, na Argentina 80%, na fronteira entre os dois países. A área total de ambos os parques nacionais, correspondem a 250 mil hectares de floresta subtropical e é considerada Patrimônio Natural da Humanidade.

O Parque Nacional argentino foi criado em 1934; e o Parque Nacional brasileiro, em 1939, com o propósito de administrar e proteger o manancial de água que representa essa catarata e o conjunto do meio ambiente ao seu redor. Os parques tanto brasileiro como argentino passaram a ser considerados Patrimônio da Humanidade em 1984 e 1986, respectivamente. Desde 2002 o Parque Nacional do Iguaçu é um dos sítios geológicos brasileiros [1] .

Historicamente, o primeiro europeu a achar as Cataratas do Iguaçu foi o espanhol Álvar Núñez Cabeza de Vaca, no ano de 1541[2] . Atualmente, é o segundo local mais visitado por estrangeiros no Brasil.[3]

As Cataratas do Iguaçu participaram da campanha mundial de escolha das sete maravilhas naturais do mundo, organizada pela Fundação New 7 Wonders. As cataratas ficaram entre as 28 finalistas da campanha, que durou até o fim do ano 2011 quando foi atingido o número de 1 bilhão de votos.[4] No dia 31 de janeiro de 2012, o Google preparou um doodle especial em homenagem a descoberta das Cataratas do Iguaçu por Álvar Núñez Cabeza de Vaca[5] .

Ruinas de São Miguel. Estação Cultural. Santa Maria.RS.2014


Monumento do Imigrante. Silveira Martins.2014


Silveira Martins é conhecida como Berço da Quarta Colônia por receber as primeiras levas de imigrantes italianos da região central do estado do RS, dando início ao 4º Núcleo de Imigração Italiana do RS, juntamente com os outros três primeiros núcleos: Caxias do Sul, Bento Gonçalves e Garibaldi.
Foi em 19 de maio de 1877 que na localidade de Val de Buia chegaram as primeiras famílias provenientes do norte da Itália, principalmente da região do Vêneto para “fazer a América”. Os primeiros imigrantes ficaram alojados no Barracão da Val de Buia, onde hoje se encontra o Monumento ao Imigrante, em comemoração ao centenário da imigração em Silveira Martins. As famílias tiveram que lidar com enormes dificuldades. Os primeiros tempos implicavam traçar caminhos e derrubar o mato, tornando habitável um espaço praticamente despovoado. O descaso do governo imperial e as saudades da terra natal faziam parte do cotidiano dos italianos, para piorar, os imigrantes tiveram ainda que lutar contra uma peste nas instalações improvisadas do Barracão. O barracão abrigou as primeiras famílias apenas do relento. Pois não havia higiene nem mesmo o mínimo de conforto nesse local, sendo que o que movia o italiano era a fé inquebrantável e a vontade de construir um futuro melhor para seus filhos.

Com a criação da Colônia de Silveira Martins, também originaram-se outros núcleos para receber o grande número de imigrantes que chegavam na região e que hoje formam os municípios da Quarta Colônia (Nova Palma , Faxinal do Soturno, Ivorá, Dona Francisca, Pinhal Grande, São João do Polêsine, Agudo e Restinga Sêca).
Emancipada de Santa Maria no dia 11 de Dezembro de 1987, Silveira Martins possui como base da economia o cultivo do feijão, soja, milho e batatinha e também da atividade turística, que atrai inúmeros visitantes para desfrutarem da saborosa gastronomia e dos belíssimos atrativos religiosos, naturais e históricos que só Silveira Martins, por ser o Berço da Colonização Italiana do Centro do estado pode oferecer. Visitar Silveira Martins, hoje, é apreciar um pouco da beleza do passado e descobrir a pujança deste povo, fortalecido pelo trabalho e dedicação pessoal, característica dos italianos. É reviver também as tradições italianas,que sobrevivem há mais de um século de colonização.

fonte:http://silveiramartins.rs.gov.br/silveira-martins-berco-da-quarta-colonia/

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

A Nova Buenos Aires. Puerto Madero.2013


A noite fomos a Puerto Madero, belo lugar, uma zona nova da cidade, com varias construções em andamento, iluminadíssimo, com ótimos restaurantes, e onde da para se passear tranquilamente as margens do porto. Demos um pulinho no Cassino, como nunca tinha estado num, ao chegar achei coisa de Hollywood, vários barezinhos na entrada, havia um show de rock anos 60, e um casal dançando estilo Elvis Presley. Dentro do Cassino, muitas maquinas cheias de luzinhas, e tudo quanto é tipo de jogatina. Bonito, mas infelizmente é proibido tirar fotos.

Puerto Madero de dia. Moderno, requintado, repleto de turistas de varias nacionalidades, demos uma parada na reserva ambiental que fica ali perto, lugar bonito até, repleto de árvores (como toda “Bs As” alias), com um calçadão largo onde as pessoas vão para andar de bicicleta e caminhar. Este calçadão cerca uma vegetação alta, e achei estranho alguns irem vestidos como se fossem a praia, de bikini ou calção e ficarem pegando sol lá, sentados admirando o vento mexer a aquela grama alta, como se estivessem a admirar o mar. Outros param para comer um Choripan (chouriço com pão) equivalente ao “salchipão” do gaúcho, a diferença é ter a opção de fartos pedaços de carnes dentro do sandwich. Te falo em gosta de carne o tal do argentino. Quem gosta de churrasco e carne vermelha, pode gastar o dentes comendo, tem por todos os lados e para todos os gostos, desde o churrasquinho de rua, choripan ou nas churrascarias. 

fonte:http://impressoesdeumexbeduino.blogspot.com.br/2013/04/uma-viagem-de-onibus-na-pascoa-buenos.html

É um dos projetos de renovação urbana mais bem sucedidos do mundo, feito em menos de duas décadas. Abriga alguns dos maiores arranha céus argentino.

fonte:https://pt.wikipedia.org/wiki/Puerto_Madero

Míssil. Museu do Regimento Mallet. Santa Maria.RS.2014


Brasil x Argentina. Estação Cultural. Rodoviária de Santa Maria.RS.2014


XXXIX Festival de Inverno de Vale Veneto.RS.2014


Schiehallion Craft Lager da Escócia e Pukhet Lager Beer da Tailândia. SM. 2014